Estado recupera gestão do Hotel de Convenções de Talatona 10 anos depois

O Hotel Convenções de Talatona (HCTA), empreendimento público financiado pela Sonangol e que estava a ser administrado pela empresa Dream’s Leisure criada em 2009, 13 dias antes da assinatura do contrato para gestão desta unidade hoteleira de cinco estrelas, foi devolvido ao Estado.
:
  

A unidade hoteleira de cinco estrelas, que custou mais de 200 milhões de dólares, tinha sido entregue para exploração à empresa privada Dream’s Leisure, por um período de 20 anos, com um bónus à partida de 12 milhões de dólares e um “contrato com traços danosos”, segundo a Angop.

Noutro dossier, o Presidente cancelou um contrato de limpeza do Palácio que custou ao Estado 70 milhões de dólares em dois anos.

A gestão do Palácio Presidencial e dos edifícios que fazem parte do seu complexo protocolar estava a cargo da empresa Riverstone Oaks Corporation (ROC), ligadas a Francisco de Lemos José Maria, ex-administrador da Sonangol para as finanças e presidente do Conselho de Administração de 2012 a 2016, e Orlando José Veloso, supervisor da Direcção de Engenharia (DENG), responsável pelos projectos imobiliários da Sonangol.

Mais Lidas