Ver Angola

Matérias Primas

Pólo de Desenvolvimento Diamantífero de Saurimo arranca no próximo ano

O Pólo de Desenvolvimento Diamantífero de Saurimo, que está a ser construído na Lunda Sul, vai abrir portas no primeiro semestre do próximo ano. Previa-se que a construção da unidade ficasse concluída ainda este ano, mas o prazo atrasou devido à covid-19.

:

Em comunicado citado pela Angop, o Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, explicou que o projecto, que é uma iniciativa da Sodiam e da empresa indiana KGK, está a ser implementado numa área de mais de 305 mil quilómetros quadrados a norte da cidade de Saurimo.

A fábrica vai permitir criar novos postos de trabalho para os jovens daquela zona bem como ajudar a dinamizar o sector diamantífero e a fomentar a economia do país.

O pólo vai ser composto por três áreas: comercial, industrial e uma central híbrida. A área comercial, que será de acesso público, vai ter lojas, restaurantes, bancos, escritórios, centros de convenções e formação, entre outros.

Já a zona industrial, de acesso restrito, será composta por 26 lotes de diferentes dimensões para implementar fábricas ligadas ao sector mineiro e diamantífero.

Quanto à central, esta será composta por energia solar e térmica e servirá para tornar o projecto independente no que diz respeito à recepção de energia.

O empreendimento terá ainda um Centro de Fomração de Avaliação e Lapidação de Diamantes da Sodiam, que substituirá o Centro Provisório de Formação e Avaliação e Lapidação de Diamantes, e passará a funcionar em Saurimo.

Também estava previsto arrancar, em Abril deste ano, um conjunto de formações no Centro Provisório de Formação e Avaliação e Lapidação de Diamantes, mas, devido à pandemia, os cursos também foram adiados.

No entanto, a Sodiam abriu, esta Segunda-feira, dia 28 de Dezembro, o curso profissional de lapidação de diamantes no Centro Provisório de Formação de Avaliação e Lapidação de Diamantes, na província da Lunda Sul.

Em comunicado remetido ao VerAngola, a empresa explica que durante os próximos três meses, a Sodiam vai dar formação em lapidação de diamantes a 35 jovens angolanos da Lunda Sul.

Os 35 jovens, que fazem parte de um total de 50 candidatos seleccionados num concurso público relizado em cooperação com o Instituto Nacional De Emprego e Formação Profissional (INEFOP), vão ser os primeiros a serem empregados na maior fábrica de lapidação de diamantes do país. Os restantes 15 candidatos vão receber formação na Índia.

A formação visa "suprir a carência de trabalhadores angolanos formados em avaliação e lapidação de diamantes, minorar o esforço das unidades fabris a serem erguidas" no pólo no "recrutamento de quadros angolanos dotados com habilidades na lida com o polimento de diamantes e assegurar a empregabilidade de mão-de-obra local, empoderando-se, assim, jovens nascidos nas regiões circunvizinhas às zonas de exploração mineira", indica a nota.

Relacionado