Ver Angola

Sociedade

Jovens desempregados de Luanda agarram-se a biscates “para sobreviver”

Muitos têm qualificações técnicas e académicas, de electricistas, engenheiros informáticos e até juristas, mas não encontram oportunidade para mostrar as suas competências, numa altura em que as alternativas de subsistência rareiam.

Taxa de desemprego recuou para 30,5 por cento no primeiro trimestre

Destaques Secções

Newsletter

Semanalmente, o melhor de Angola no seu email.

Publicidade