Os 5 em Angola

Uma família de 5 em Angola


Uma família de 5 em Angola

Filipa Moita

Autora da página de Facebook Os 5 em Angola, que relata as experiências de uma família portuguesa de cinco elementos que imigrou para Angola.

Quem sou eu? Primeiro que tudo gostaria de me apresentar. Sou mãe de 3 filhos lindos, esposa de um marido fantástico e em Junho do ano passado, depois de muitas ponderações, o pai cá de casa, decidiu aceitar uma proposta irrecusável.
:
  

De repente, vimo-nos de malas e bagagens rumo a Angola. E assim, em três meses, mudámos de vida, de cidade, de país e de costumes! Uma verdadeira aventura!!!

E com esta decisão, deixámos em Portugal a família e os nossos amigos e sinceramente, é a parte que mais nos custa. No entanto, para atenuar as saudades e por sugestão de alguns amigos, decidi criar um Blog e uma página do Facebook com o nome “Os 5 em Angola”. Desta forma, posso ir contando as minhas aventuras e desventuras africanas e mantendo o contacto com quem está muito, muito longe. Já criei amizades e amigos aqui e em Portugal que nunca pensei vir a ter e sem os quais, já não consigo viver! Não há milhas de distância que nos separem. Obrigada a todos vocês, pois desta forma, não nos deixam sentir tão sozinhos por aqui!

Um dos novos conhecimentos que “ganhei” através do meu blog, foi precisamente o site VerAngola. Já os conhecia e seguia atentamente em Portugal, mas aqui tornei-me mais fiel e acérrima seguidora. São um dos sites mais interessantes que conheço sobre Angola pois aborda tudo o que de relevante se passa nesta terra maravilhosa. E pelos vistos, sem eu saber, também eles liam os meus posts e como achavam simpático o meu empenho na divulgação das nossas aventuras em família nestas paragens africanas!

E faço-o com todo o gosto pois há qualquer coisa de mágico e de cativante com estas gentes e com este lugar que nos leva a sentir que sempre pertencemos aqui… é um sentimento inexplicável. Por outro lado, e como gosto imenso de escrever, pensei relatar o que de mais interessante acontece, por forma a deixar um testemunho das nossas vivências, pois sei que já ajudaram e esclareceram muita gente. Com isto, mostro um pouco da realidade diária numa das cidades mais caras e difíceis de viver que existe.

Apesar de ser uma breve descrição de mim, penso que já me ficaram a conhecer um bocadinho e desta forma, estarei com vocês com regularidade, descrevendo as minhas experiências e as aventuras da minha família, partilhando com vocês este lugar e estes sentimentos que Angola e as suas gentes nos fazem sentir diariamente, de uma terra que agora também é minha e da minha família.

Vamos falando Ya?

Mais Lidas