Ver Angola

Comércio

Seis bens alimentares atingem a auto-suficiência no país

De acordo com o Relatório da Campanha Agrícola (RCA) 2019/2020, seis produtos atingiram a auto-suficiência no país: mandioca, batata-doce, banana, ananás, ovos e carne de cabrito.

:

Conforme o documento, a quantidade destes seis bens produzidos no país é suficiente para dar resposta às carências do mercado, sem haver necessidade de se importar.

Segundo o relatório, citado pela Angop, apesar de não haverem dados específicos para avaliar a quantidade real de produtos agro-pecuários procurados anualmente pelos consumidores no país, concluiu-se que, no período em referência, a fatia das raízes e tubérculos foi a que mais se evidenciou, através da plantação de mandioca, batata e batata-doce (11.823.263 toneladas).

Relativamente ao período de 2018/2019, a produção sofreu um incremento na ordem dos 6,2 por cento, indica o documento.

O RCA avança que os tubérculos foram recolhidos numa área de 982.532 hectares, nas províncias do Uíge (20,9 por cento), Malanje (14,9 por cento), Cuanza Sul (9,3 por cento), Moxico (8,5 por cento) e Lunda Sul (6,4 por cento).

Da batata, mandioca e batata-doce, destacou-se a produção de mandioca (9.592.870 toneladas). Segue-se a batata-doce, com 1.749.832 toneladas e a batata com 480.560 toneladas, escreve a Angop.

Quanto às frutas, o relatório indica que estas foram recolhidas numa área de 243.883 hectares, nas províncias de Benguela (21,2 por cento), Cuanza Sul (15,9 por cento), Uíge, (9,8 por cento), Bengo (7,7 por cento) e Cabinda (7,4 por cento).

Nesta fatia, destacou-se a produção de banana (4.104.583 toneladas). De acordo com a Angop, até 2020, o país ocupava o lugar de maior produtor africano desta fruta e a sétima posição a nível mundial.

Destaque ainda para o ananás com 637.630 toneladas e para os citrinos com 436.086 toneladas.

O RCA revela ainda que, no período em questão, foram produzidos 3.071.085 de toneladas de cinco cereais: milho, massango, massambala, arroz e trigo. Aqui destaca-se o milho, com uma produção de 2.972.177 toneladas.

Dos vários pontos o relatório, destaca-se ainda a produção de café. No período em referência, foram produzidas 12.100 toneladas de café Mabuba e 6050 de café comercial, representando um crescimento de 14 por cento comparativamente ao período anterior.

Relativamente à exportação, o relatório revela que a banana e algumas espécies marinhas foram os mais evidentes.