Governo prorroga período de exportação da madeira para escoar produto

O Governo anunciou Terça-feira a prorrogação, por mais um mês, do período de exportação da madeira, de forma a "facilitar o escoamento da enorme quantidade" de produto que se encontra nos entrepostos do país.
DR:
    DR

"Agora, vamos fazer sair um despacho ministerial no sentido de poder alargar para mais um mês, porque, há muita madeira nesses entrepostos e noutros e temos que criar condições para que a próxima campanha florestal funcione de maneira normal", disse, Terça-feira, em Luanda, Marcos Nhunga, ministro da Agricultura e Florestas.

Em declarações aos jornalistas, no final de uma visita ao Entreposto de Madeira de Luanda, no município do Icolo e Bengo, leste da capital, o ministro frisou que não se previa a enorme quantidade de madeira a nível dos entrepostos do país, verificado até final de 2018.

Marcos Nhunga recorda que o prazo inicial de exportação da madeira era até Novembro, "mas a enorme quantidade da madeira que inclusive não é usada cá no país" vai fazer com que prazo seja prorrogado.

"Ela (a madeira) tem que ser necessariamente exportada para que o país possa ter divisas e vamos realmente prorrogar o período de exportação", assegurou.

Para o ministro da Agricultura e Florestas, os entrepostos de produtos florestais visam "pôr fim à confusão" que se registava a nível da exploração, transporte e comercialização de madeira.

"E o sector da Agricultura foi incumbido no sentido de encontrar mecanismos para organizar (...), neste momento, toda a madeira que se destina a exportação passa, necessariamente, pelos entrepostos que estamos a erguer a nível de todo o país", rematou.

Mais Lidas