Ver Angola

Matérias Primas

Angola criou menos empregos no sector mineiro devido à pandemia de covid-19

O director nacional dos Recursos Minerais disse esta Quarta-feira, em Luanda, que este ano foram criados apenas 200 empregos directos, na especialidade de geologia, porque muitos projectos mineiros não foram desenvolvidos devido à covid-19.

:

André Buta Neto, que apresentou este dado durante na conferência denominada "O Sector Mineiro de Angola Está Aberto para Negócios – Alterações Regulatórias e Legais para Atrair o Investimento", organizada pela AME Trade Digital, salientou que o índice de empregabilidade este ano é "muito baixo".

"Este ano, muitos projectos ficaram sem serem desenvolvidos, isto porque com a pandemia a maior parte dos projectos em prospecção acabaram não sendo realizados", afirmou André Buta Neto, realçando que a fase de prospecção é a que menos emprega.

Segundo André Buta Neto, um projecto em prospecção tem uma equipa de seis a 12 pessoas, dependendo muito do plano e a da área a ser coberta.

"Este ano para nós não foi bom, não só para Angola, mas a nível mundial. Todos os projectos tinham iniciado a sua actividade mineira no ano passado, em Dezembro, mas a maior parte das equipas por serem expatriados foram passar a quadra festiva e acabaram por não regressar", explicou.

Entre Janeiro e Fevereiro "começou a pandemia a nível mundial e Angola não ficou de fora dos efeitos", frisou Buta Neto.

Angola regista 338 óbitos e 14.742 casos de covid-19.