Ver Angola

Sociedade

Ana Dias Lourenço defende formação contínua da mulher rural

A sucessiva formação profissional e académica da mulher rural, visando o empoderamento social dessas mulheres, foi defendida esta Segunda-feira por Ana Dias Lourenço, enquanto falava num fórum sobre a mulher rural.

:

"É chegada a hora de se criarem as condições necessárias para que as mulheres rurais desenvolvam todo o seu potencial, capacitarem-se com novos saberes e com novas ferramentas abrindo-lhes portas para oportunidades de desenvolvimento e de reconhecimento do seu papel no futuro da economia do país", considerou a Primeira-Dama da República.

Citada pela Angop, Ana Dias Lourenço indicou que o Governo e os governos provinciais devem ser envolvidos nesta medida.

Na ocasião, a secretária de Estado da Economia, Dalva Ringote, indicou que o Governo tem trabalhado no sentido de que as mulheres organizadas em cooperativas, especialmente a do mundo rural, beneficiem de financiamentos com vista a assegurar os seus projectos.

Já Norberto dos Santos "Kwata Kanawa", governador da província de Malanje – onde decorreu o fórum, que se enquadra nas comemorações do Dia Internacional da Mulher Rural, celebrado a 15 de Outubro – afirmou que o Executivo quer que a mulher rural esteja no centro da economia e das duas famílias.

Por sua vez, Guerda Barreto representante do Fundo das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) em Angola, admitiu que o Executivo tem estado empenhado em criar condições que melhorem a actividade da mulher rural bem como colmatar a fome e pobreza nas comunidades.