Ver Angola

Sociedade

GPL rescinde contrato com duas operadoras de recolha de lixo

O Governo Provincial de Luanda (GPL) avançou com a rescisão de contrato com duas operadoras de recolha de lixo por incumprimento dos contratos. Em causa estão as empresas Multilimpeza Lda e Jump Business Lda, que eram encarregues pela limpeza dos municípios de Cacuaco e Belas.

:

"Tratam-se das operadoras Jump Business Lda e da Multilimpeza Lda que são duas empresas que estavam respectivamente a trabalhar no município de Belas e de Cacuaco", começou por informar Esteves Hilário, director do gabinete jurídico do GPL.

Em declarações à Rádio Nacional de Angola (RNA), o responsável explicou que as equipas técnicas do GPL concretizaram "uma análise minuciosa a todas as operadoras de limpeza e recolha de resíduos sólidos na província de Luanda", tendo ficado "claro que na generalidade delas apresentam inúmeras deficiências técnicas e na prestação de serviço".

Contudo, para as duas empresas em causa verificou-se que "não há qualquer margem de progressão, ou seja, elas não demonstraram nenhuma capacidade técnica para progredir na melhoria dos serviços que têm prestado", adiantou.

"Atendendo que se avizinha um período crítico de chuvas, segundo o que nos dizem os meteorologistas, o GPL entendeu por bem rescindir imediatamente os contratos que tem com estas empresas para que não ocorram danos ainda maiores à saúde pública dos luandenses", justificou Esteves Hilário.

Sobre o possível aumento da quantidade de resíduos sólidos na capital, o responsável explicou que isso não ser verificará: "Não vai acontecer porque foi acautelado".

Esclareceu que o trabalho de acompanhamento tem estado a acontecer já há alguns meses e que houve um "trabalho se suporte técnico à Elisal", deixando-a equipada para "suprir esta deficiência".

Relacionado