Ver Angola

Comércio

Portuguesa Vista Alegre reproduz “Alma de Luanda” em peças exclusivas

Conhecida por ser o “cartão postal” de Angola, Luanda é uma cidade de encantos, com marcas visíveis da sua história. Desde sempre que a capital inspirou poetas, músicos e escritores. A portuguesa Vista Alegre também não ficou indiferente.

:

Presente em Angola desde 2013, através de uma representação da empresa angolana Etosha Grupo, a Vista Alegre criou uma colecção inspirada na “linda e fascinante” cidade capital, que baptizou “Colecção Alma de Luanda”.

Em parceria com a conhecida designer e ilustradora brasileira Beatriz Lamanna, as conhecidas peças de porcelana lusas transformam-se num serviço de chá que homenageia a mulher luandense. É ilustrada uma mulher guerreira, “representada com os seus lenços coloridos à cabeça”, explica a marca num comunicado remetido ao VerAngola.

Esta colecção conta igualmente com pratos decorativos com ilustrações de locais ícones da cidade como a Baía de Luanda, o edifício do Banco Nacional de Angola e a Ilha de Luanda. 

“A Vista Alegre pretendeu, com o ‘Alma de Luanda’, prestar tributo à cidade capital Luanda, retratando e perpetuando nas suas peças a essência de um povo, a sua arquitectura e os seus costumes”, refere ainda a empresa.  

Recorde-se que a Vista Alegre foi fundada em Portugal em 1824 e está presente em cerca de 70 países, contando com mais de 200 lojas. É reconhecida mundialmente pelo requinte, luxo, design e qualidade das suas peças.

Em Angola, é representada pelo Grupo Etosha, integralmente detido por capital angolano, com uma loja localizada Edifício Torre Loanda, no Kinaxixi.

A nível comercial, a marca em Angola actua no segmento Private e Corporate, estando para breve, a abertura do showroom para o canal HORECA.