Ver Angola

Ambiente

Governo investe mais de 50 milhões para transformar Cuanza Norte no “triângulo do milho” da região

É em Samba Lucala que se desenvolve um dos maiores e mais recentes projectos agrícolas do país. Ocupando uma superfície de três mil hectares, a iniciativa partiu do Executivo e pretende satisfazer as necessidades internas de cereais e olhar depois para a exportação.

:

A Fazenda Samba Lucala – situada no município de Samba Caju, província do Cuanza Norte – recebeu esta Quinta-feira a visita de António Francisco de Assis, ministro da Agricultura e Pescas, entidade responsável pelo projecto.

A ser implementado há cerca de um ano sob a responsabilidade da empresa Gesterra, este é o maior projecto de produção de cereais na província. De acordo com o ministro, a fazenda estima colher nesta campanha agrícola (ainda o ano de arranque), cerca de 7000 toneladas de milho e 4000 de soja, retirados de uma área cultivada que ronda os 2000 hectares.

Este projecto, referiu ainda António Francisco de Assis, pretende transformar o Cuanza Norte no "triângulo do milho" na região. "No Cuanza Norte está a nascer um projecto de grande envergadura onde o investimento inicial é do Estado, mas que vai permitir alavancar toda esta zona. Nós podemos fazer nascer aqui um novo triângulo do milho e soja. Normalmente, quando se fala do triângulo do milho tem-se a Huila, na região Sul e, este pode ser o nosso triângulo do milho da região Norte", afirmou, citado pela Angop.

O titular da pasta da Agricultura destacou ainda as inúmeras vantagens da região para o sector agrário, nomeadamente boa altitude, chuva abundante e, por outro lado, a fraca densidade populacional, o que reduzirá a incidência de eventuais conflitos por terras, etc.

A Fazenda Samba Lucala possui uma capacidade de produção que ronda as 14.000 toneladas de milho por ano e outras milhares de toneladas de soja, arroz e massango.

O projecto, orçado em cerca de 52 milhões de dólares, contempla ainda uma componente de integração de famílias que habitam na área, através da criação de infra-estruturas básicas, bem como a construção de uma barragem com capacidade de armazenamento de três milhões de metros cúbicos de água.

O objectivo passa agora pela conclusão destas empreitadas e pelo aumento da área de cultivo e duplicação da produção na campanha agrícola do próximo ano.

Até ao momento, o projecto gerou cerca de uma centena de postos de trabalho, número que deverá aumentar no futuro a par do desenvolvimento da fazenda.