Banco BNI é parceiro da Bienal de Luanda

O Banco BNI é um dos principais parceiros da Bienal de Luanda - Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz, que decorre na capital até ao dia 22 de Setembro. A cultura em Angola é há muito apoiada pelo banco, como o demonstra a associação da imagem do Banco BNI e o apoio concedido ao primeiro aniversário da inclusão de M’Banza Kongo na lista de Património Cultural da Humanidade.
:
  

A realização da Bienal de Luanda e do Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz em Angola foi fechada durante a visita oficial a França do Presidente da República, com a Directora Geral da Unesco, e é parte integrante da implementação da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas. “Consequentemente, promover a cultura de paz e da não violência são dois dos grandes objectivos deste evento e nos quais o Banco BNIse empenhará de corpo e alma - com paixão, que é de resto o nosso lema de vida, de trabalho, de actuação”, sublinhou Eva Cortez, Administradora do Banco, durante a realização do Fórum Parceiros, subordinado ao tema “Movimento de partes interessadas para construir a paz e o desenvolvimento em África”. 

A mesma responsávelsublinhou que “estes são objectivos que se somam a um terceiro, não menos importante, que passa pela sustentabilidade global do continente Africano e que visa criar respostas africanas para as transformações que afectam as suas economias e as suas sociedades. Aliás, este terceiro integra a Prioridade África (2014-2021), da UNESCO e o Banco BNIreputa-o de extrema importância para o desenvolvimento global do Continente e de Angola em particular”. 

O Banco BNI mantém-se empenhado nas parcerias sócio-culturais do país, com o objectivo de contribuir para a criação de plataformas de reflexão sobre o futuro de África, com focos temáticos como a juventude, a paz e segurança, a criatividade, o empreendedorismo e a inovação, aliados à história do banco.

Mais Lidas