Ver Angola

Banca e Seguros

Banco Yetu: mais recente instituição financeira do país preparada para ser entidade de referência

Foi na passada quinta-feira, 17 de Setembro, que se inaugurou a primeira agência e sede do Banco Yetu, em Luanda. O corte da fita ficou a cargo do secretário do Presidente da República para os Assuntos de Contratação Pública, André Luís Brandão.

:

A mais recente instituição financeira a operar no país pretende combinar tecnologia e modernidade global com a identidade e cultura nacional, sendo o mote desta fusão a sua assinatura: “Tradição e Inovação”, juntando dois segmentos - uma Angola mais cosmopolita e uma Angola mais tradicional, refere um comunicado remetido ao VerAngola.

No seu discurso durante a inauguração, o presidente do Conselho de Administração (PCA) Eduardo Leopoldo Severim de Morais afirmou que a escolha daquele dia para a abertura oficial – Dia do Herói Nacional – se deve ao facto de a nação angolana estar a celebrar o 40.º aniversário da Independência Nacional.

“Chegamos porque o nosso espaço estava destinado, estar próximo dos nossos clientes, de forma organizada, sustentada, rigorosa e transparente, em sinergias de esforço e sempre com o intuito de partilha de mais-valias. Prevemos até o final de 2015 abrir mais três balcões, e até 2020 criar 26 unidades de negócio, balcões do tipo A, B e C. Com firme propósito de, em conjunto, desenvolver um espírito de equipa empreendedora, focada na preservação dos valores tradicionais, com forte sentido de inovação”, afirmou o PCA. 

O Banco Yetu abrirá portas ao público no dia 1 de Outubro, e pretende ser uma entidade de referência no país. A instituição financeira angolana, constituída em Junho de 2014 com um capital social de três mil milhões de Kwanzas, conta com 44 funcionários até ao momento. A iniciativa pertence a um grupo de empresários angolanos.

O secretário do Presidente da República para os Assuntos de Contratação Pública, André Luís Brandão, referiu enquanto discursava que “o projecto que se inaugurou é mais uma ferramenta colocada ao serviço da economia nacional para auxiliar o desenvolvimento económico do país”. Acrescentando que, “para o Executivo é sempre de mais-valia quando se assiste a actores privados que criam instituições que o colocam na interacção do mercado. A nível do Executivo, este está empenhado na criação e na melhoria do ambiente de negócios, criando instrumentos que permitam que os empresários e todos os actores deste mercado não encontrem grandes dificuldades no exercício das suas actividades”, explicou.   

Entre os presentes na cerimónia inaugural do banco, destaque para Leonel Silva, secretário de Estado do Tesouro e António Ramos da Cruz, administrador do Banco Nacional de Angola, bem como os presidentes da Mesa da Assembleia Geral e da Comissão Executiva do Banco Yetu, Elias Piedoso Chimuco e António André Lopes.