Ver Angola

Cultura

Angolano Pedro Hossi participa em programa que quer promover representação lusófona a nível internacional

O actor angolano Pedro Hossi – que em Abril deste ano colocou Angola no top 10 dos conteúdos mais vistos na Netflix em Portugal e nos Estados Unidos com o filme “Sérgio” –, vai participar em Setembro no programa “Passaporte 2020”, que tem como objectivo promover a nível internacional nomes da representação lusófona.

:

Esta é uma grande oportunidade para o angolano, uma vez que Pedro Hossi vai estar em contacto com vários directores internacionais. Encontros que lhe poderão abrir portas para participar em futuras produções televisivas ou cinematográficas.

Este ano, o programa vai decorrer entre 23 e 27 de Setembro, em Lisboa.

Vão estar presentes os responsáveis de casting da série da Netflix "White Lines", Leo Davis e Lissy Holm, os responsáveis pela escolha do elenco da série espanhola "La Casa de Papel", Eva Leira e Yola Serrano, e ainda Lisa Stutzy, responsável pela escolha do elenco do filme alemão "System Crasher", escreve O País.

Aos directores de casting juntam-se ainda 12 actores, escolhidos através de um processo de candidatura: Daniela Ruah, Pepé Rapazote, Alba Baptista, Rita Blanco, Beatriz Batarda, Gonçalo Waddington, Joana Seixas, Rui Melo, Pedro Hossi, Greg Barker e Jaqueline Corado.

O principal objectivo do "Passaporte 2020" – criado pela Academia Portuguesa de Cinema – é possibilitar aos artistas lusófonos conseguirem participar em futuras produções de cinema e televisão.

Relacionado