Ver Angola

Cultura

Sharam Diniz e Sílvio Nascimento protagonizam curta-metragem realizada por universitários

Sharam Diniz e Sílvio Nascimento são os protagonistas de uma curta-metragem realizada por estudantes universitários, que representam o futuro da “sétima arte nacional”.

:

A participarem na curta-metragem em pro-bono, por acreditarem no projecto, Sharam Diniz e Sílvio Nascimento dão vida a Ester e Emanuel, um casal jovem que é económica e profissionalmente estável. Contudo, a estabilidade do casal vai ser abalada por causa de problemas de infertilidade.

"Quando fui convidada pelo João Miranda, senti logo que era um projecto com qualidade e estruturado", começou por dizer Sharam Diniz, citada num comunicado remetido ao VerAngola.

"Depois a história conquistou-me e não tinha como recusar a ajuda e promoção desta curta-metragem", completou.

Já Sílvio Nascimento disse que se juntou à "talentosa Sharam e a este grupo de jovens promissores com a entrega normal enquanto actor e com o entusiasmo natural de quem apoia, promove e sonha com o produto cinematográfico angolano".

"Este é mais um bloco que colocamos para ajudar na construção da tão almejada indústria cinematográfica e queremos fazer parte da revolução da sétima arte nacional que tenho a certeza que acontecerá nos próximos 10 anos", indicou.

Já o realizador da curta-metragem, João Miranda, fez saber que "foi um privilégio trabalhar com a Sharam e com o Sílvio, dois profissionais talentosos e de trato muito fácil".

Disse ainda estar contente por poder "contribuir para o desenvolvimento e crescimento do cinema nacional", esperando que todos "gostem do resultado final desta obra".

As personagens foram criadas por "um grupo de estudantes de cinema e televisão, que representam o futuro da sétima arte nacional".

Apesar de ainda não estar disponível, a curta-metragem "promete agitar a qualidade de realização nacional". De acordo com a nota, os trechos das gravações que já foram divulgados "fazem jus a uma ambição de ter um produto de sucesso, que mostre que a qualidade do cinema nacional está a crescer de forma célere e sustentada".

"A curta-metragem tem Produção Executiva de Benedito Tiyakala, conta com o produtor Ruy Miguel, tem roteiro original de Délcio Pipa e adaptado por João Miranda. O assistente de realização foi Luís Germano e a realização de João Miranda", completa a nota.

Galeria