Ver Angola

Defesa

PGR diz que quem “não trouxe em tempo útil o dinheiro levado ilicitamente” pode fazê-lo agora em doação ao Governo

Os que “não trouxeram em tempo útil o dinheiro levado ilicitamente para fora do país” podem agora fazê-lo através de doações para uma conta criada pelo Governo para apoiar no combate à pandemia da Covid-19. O desafio foi lançado esta Quinta-feira por Helder Pitta Grós, Procurador-Geral da República (PGR).

: Mário Cruz/EPA
Mário Cruz/EPA  

Considerando que o país enfrenta uma situação complexa e que toda a ajuda é bem-vinda, o procurador afirmou esta é uma oportunidade para quem 'tirou' dinheiro ao país o devolver: "Têm aqui uma ocasião de devolverem através das doações que o Executivo criou". Esta é também uma "soberba" ocasião "para mostrarem o seu espírito humanitário", acrescentou.

Em declarações à Rádio Nacional, Helder Pitta Grós afirmou ainda que o cenário actual que o país enfrenta pode ter, de certa forma, atrapalhado a luta contra a corrupção, mais deixou a garantia de que a PGR continua a trabalhar nesse sentido.

Quanto à revelação feita esta semana sobre a libertação provisória de arguidos e réus com penas de prisão até dois anos, o PGR disse que ainda nada foi decidido: É uma situação. Nada está concreto ainda, estamos de facto a analisar se podemos ou não. É uma medida que está a ser tratada no âmbito dos órgãos de coordenação da Justiça, onde já realizamos algumas reuniões".

Até ao momento, já foram analisados quais os presos que reúnem as condições para serem libertados, disse, realçando que a situação está a ser estudada e "em breve será também uma medida para diminuir a sobrelotação nos estabelecimentos prisionais".

Relacionado