Ver Angola

Telecomunicações

Angolanos e russos reúnem-se em Abril para abordar utilização do Angosat

Equipas técnicas de Angola e da Rússia vão reunir-se, em Abril, em Luanda, para definirem os procedimentos de utilização do satélite angolano, Angosat-1, lançado em órbita em Dezembro de 2017, anunciou esta Quarta-feira o Governo.

Roscosmos:

Segundo o secretário de Estado das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Manuel Homem, o Angosat-1 está em órbita e decorrem trabalhos de verificação, que estão a ser executados.

"Está marcada agora a reunião, para o mês de Abril, das equipas técnicas aqui em Luanda, onde iremos informar, claramente, os procedimentos e os modos de utilização dessa infra-estrutura", disse o governante.

O projecto representa um investimento de 320 milhões de dólares do Estado.

No início deste mês, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, garantiu na sua visita a Luanda que o satélite, produzido e lançado pelos russos, vai entrar ao serviço, em Abril, como previsto.

Construído por um consórcio estatal russo, o Angosat-1 foi lançado em órbita, no Cazaquistão, com recurso ao foguetão ucraniano Zenit-3SLB, envolvendo a Roscosmos, empresa espacial estatal da Rússia.