Ver Angola

Indústria

Força de trabalho feminina é “raínha” em projecto de energia solar do MCA Group

O MCA Group em Angola tem reforçado a contratação de mulheres em projectos de energia. É o caso do projecto solar que está a ser implementado na Baía Farta, Benguela, que conta já com nove mulheres encarregues de equipas de montagem.

:

"O projecto solar do MCA Group que se encontra em fase de implementação na Baía Farta, Benguela, conta já com nove mulheres na estrutura operativa, integradas na equipa de instalações eléctricas e que assumem um papel de destaque no processo de montagens de painéis solares inteligentes", refere a empresa num comunicado remetido ao VerAngola.

De acordo com a nota, o ano passado marcou "uma viragem em termos de contratação" de mulheres.

"O MCA Group deu assim um passo importante na contratação de mão-de-obra feminina, no âmbito das Energias em território angolano, onde, até 2023, prevê assegurar a construção de pelo menos mais sete projectos de energia fotovoltaica. São já 13 mulheres que frequentaram a formação em processos internos do MCA Group bem como formação de inglês", avança a empresa.

A empresa refere que uma das suas principais preocupações é "assegurar a total equidade de género, garantindo em todas as acções e decisões da estrutura organizativa a total ausência de qualquer elemento diferenciador".

A nível global, o MCA Group conta com 130 colaboradoras, sendo uma das suas prioridades aumentar o número de mulheres "em funções de maior destaque na organização, ao nível de funções de Direcção, Coordenação Técnica e Operacional".

A empresa revela ainda que a passagem de 2020 a 2021, reflecte um aumento de "15 por cento no número global das colaboradoras em cargos de liderança".

Galeria