Ver Angola

Sociedade

Registados dois milhões de cidadãos no âmbito da campanha de massificação de registo e emissão de BI

O Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, registou, em todo o país, cerca de dois milhões de cidadãos, no âmbito da campanha de massificação de registo de nascimento e emissão de bilhetes de identidade, realizada durante sete meses.

:

Durante o mesmo período, cerca de um milhão de angolanos, espalhados por todo o país, obtiveram o bilhete de identidade, refere uma nota da tutela, citada pela Angop.

O comunicado revela que estes números foram alcançados graças aos investimentos feitos nesta área.

A nota, assinada pelo ministro Francisco Queiroz, destaca, entre os investimentos feitos, a construção e arranque do centro de produção do Bilhete de Identidade, na capital, que é capaz de emitir, por dia, 20 mil bilhetes. Realça ainda a criação de postos de identificação no país e no estrangeiro, mais concretamente em Portugal, França, África do Sul, Zâmbia e Namíbia.

A nota, que visa assinalar o dia do identificador angolano (que se celebra esta Terça-feira, dia 5 de Janeiro), indica que este dia serve para reflectir sobre o trabalho desempenhado pelo Ministério.

O dia do identificador angolano foi criado em 1976, para assinalar a data em que foi emitido o primeiro bilhete de identidade de um cidadão angolano.

Relacionado