Ver Angola

Economia

Importações reduziram em 10 por cento entre Janeiro e Outubro

As importações reduziram em 10 por cento de Janeiro a Outubro, em comparação com o mesmo período do ano passado, sendo que na importação de bens alimentares a redução atingiu os 21,7 por cento, revelou fonte do Banco Nacional de Angola (BNA).

Pedro Parente:

"Nota-se sim que aqui há uma redução das importações e essa redução, na nossa perspectiva, é o resultado de muitas medidas que vêm sendo tomadas e, felizmente, muitas medidas foram tomadas, porque se não teríamos aqui um agravamento da conta corrente da balança de pagamentos", afirmou esta Quarta-feira o vice-governador do BNA, Tiago Dias.

O responsável, que falava na apresentação dos recursos financeiros disponíveis para financiar o sector privado, adiantou igualmente que as receitas das exportações no mesmo período apresentaram uma redução de 19,4 por cento.

Portanto, observou, "se não tivesse ocorrido a redução das importações a conta corrente iria apresentar um défice e, consequentemente, teríamos um impacto extremamente positivo a nível da nossa balança de pagamentos".

O Governo anunciou que gastou 1,3 mil milhões de dólares de Janeiro a Outubro com importação de bens alimentares, entre arroz, açúcar, leite e cebola, considerando que o país "tem capacidade para produzir esses bens".

No âmbito do Programa de Produção Nacional, Diversificações das Exportações e Substituição das Importações (Prodesi), as autoridades elaboraram o Programa de Apoio ao Crédito (PAC), que disponibiliza 2 mil milhões de dólares para o financiamento ao sector produtivo.