Governo trabalha para melhorar posição de Angola no 'Doing Business'

O Governo está a trabalhar para o funcionamento em pleno da bolsa de valores, um dos novos critérios de avaliação da performance dos países no relatório sobre o ‘Doing Business'.
:
  

O último relatório do Banco Mundial sobre o ‘Doing Business', publicado no dia 26 de Outubro, colocou Angola quatro posições abaixo da que se encontrava em 2018 no que se refere à facilidade de fazer negócios.

Segundo o secretário de Estado para a Economia de Angola, Sérgio Santos, "não se tratou de uma redução devido à performance de Angola”. "Houve a introdução esse ano de um novo critério que nos fez perder três pontos na avaliação global e o suficiente para termos reduzido quatro pontos", referiu o governante.

Sérgio Santos explicou que ditou a baixa de posição de Angola o critério de que os países, a partir deste ano, no indicador de defesa dos direitos dos investidores minoritários, passam a ser classificados negativamente se tiverem ou não um mínimo de 10 empresas cotadas numa bolsa de valores local.

"Nós não temos bolsa de valores ainda a funcionar de forma plena em termos de inscrições de empresas e, por isso, fomos avaliados nesse patamar. Não é uma desculpa, na verdade foi o que aconteceu", disse.

O secretário de Estado para a Economia lembrou que o país tem uma parceria com o Banco Mundial, que assessora Angola em iniciativas da melhoria do ambiente de negócios, e, nesse sentido, está a ser feito um "esforço para corrigir essa situação a nível do mercado de capitais e trazer as reformas que são muitas e poderão tornar Angola numa posição melhor nas próximas avaliações do ‘Doing Business'".

"Internamente o executivo já apreciou as questões relativas a esse relatório e agora estamos a implementar", acrescentou.

Mais Lidas