Ver Angola

Saúde

Augusto Tomás em liberdade provisória depois de testar positivo à covid-19

Depois de ter testado positivo à covid-19, o antigo ministro dos Transportes, Augusto Tomás, que foi condenado a 14 anos de prisão no âmbito do caso CNC, foi colocado em liberdade provisória. O antigo ministro foi mandado para casa, onde irá cumprir quarentena.

:

Uma fonte familiar do ex-ministro, citada pela Rádio Nacional de Angola (RNA), explicou que Augusto Tomás foi transportado para a Clínica Girassol, apresentando um quadro de saúde estável. Contudo, vai ser enviado para casa, onde irá fazer o tratamento e quarentena aconselhados pelas autoridades de saúde.

Suspeita-se que o antigo ministro dos Transportes tenha contraído o vírus numa recente saída da prisão para assistir ao funeral da mãe.

Augusto Tomás foi condenado por desvio de fundos do Conselho Nacional de Carregadores (CNC).Em Agosto do ano passado, o ex-ministro foi sentenciado, em primeira instância, a 14 anos de prisão pelos crimes de peculato, abuso de poder sob forma continuada e participação económica. Na altura, foi absolvido dos crimes de branqueamento de capitais, associação criminosa e participação em negócio por falta de provas.

A defesa de Augusto Tomás acabou por recorrer da sentença e o tribunal reduziu a pena para oito anos e quatro meses de prisão.

Relacionado