Ver Angola

Cultura

Talatona Art no Tupuca: pela primeira vez uma galeria de arte está acessível através de uma app

Arte e tecnologia uniram-se numa parceria inédita. O final do mês de Setembro marcou o lançar de uma iniciativa que junta a galeria Talatona Art e a aplicação de entregas Tupuca. O objectivo passa por tornar a arte acessível, sobretudo em tempos de pandemia.

:

Em comunicado remetido ao VerAngola, o Talatona Art explica que pretende "promover a arte contemporânea e expandi-la a todo o país".

A métrica é simples: o público poderá aceder digitalmente ao catálogo da galeria, realizar um encomenda e definir a data de entrega.

Em exposição estão "diferentes obras e renomados artistas", com destaque para Uófole, Alcides Malayka, Tho Simões, Serafim Serlon, Ricardo Kapuka, Paulo Kussy, Guilherme Mampuya, Francisco Vidal, Fineza Teta, Armando Scott, Álvaro Macieira e o mestre Kapela.

"É extremamente importante criar mecanismos de acesso à cultura, neste caso para a manifestação artística que é a pintura", refere Lúcia Drügg, directora-geral do Talatona Art. "Nós apostamos e incentivamos a vertente digital, pois sabemos da sua relevância. Há pouco, lançamos a primeira exposição virtual do país, com um tour de 360 graus por toda a galeria e suas obras. Agora, acreditamos que a parceria com o Tupuca, para além da sua finalidade, tem a mensagem clara da valorização da arte", acrescenta a responsável.

Já Erickson Mvezi, director-geral do Tupuca, afirma: "É uma honra participar num projecto destes, pois estamos a reinventar a arte e a cultura em tempos de distanciamento social, ou seja, tornamo-las acessíveis de forma prática, rápida e eficiente". O responsável diz ainda acreditar que, "com esta estreia inédita, o Tupuca firma-se como uma plataforma criativa e revolucionária no serviço de entregas".

Recorde-se que o Talatona Art é "um espaço cultural aberto a todas as manifestações artísticas, com o objectivo de promover, incentivar e ser um polo transformador da cultura e dos artistas angolanos".