Ver Angola

Comércio

Feira do Mobiliário já arrancou para promover móveis ‘made in Angola’

O município de Viana, em Luanda, acolhe, esta Sexta-feira, a 2.ª edição da Feira do Mobiliário que tem como objectivo promover os móveis ‘made in Angola’. Amadeu Leitão Nunes, secretário de Estado para o Comércio, aproveitou a ocasião para destacar que o país tem recursos de qualidade que podem fazer o sector crescer.

:

O responsável considerou que Angola é um país rico em recursos florestais, principalmente em madeira, e que essa riqueza pode vir a abrir portas ao sector. Além disso, destacou também a experiência dos artesãos que poderá vir a ser importante para a produção e comercialização dos móveis nacionais.

Citado pela Angop, Amadeu Leitão Nunes, admitiu que a junção das iniciativas levadas a cabo pelo Governo, como a realização de feiras deste género, e o espírito empreendedor da Cidade da China vai ajudar o sector a criar condições para que as empresas cresçam e produzam móveis com padrões modernos e internacionalmente bem elaborados.

O secretário de Estado, que falava na abertura do evento que vai decorre na Cidade da China, indicou ainda que o Executivo quer avançar com a criação de Centro Tecnológico de Mobiliário para ajudar a dar resposta aos pedidos das empresas desta área, sobretudo no que diz respeito à certificação dos móveis.

Jack Huang, presidente do Conselho de Administração da Cidade da China, aproveitou a ocasião para frisar que com o apoio do Governo e ajuda dos sectores da sociedade, a Cidade da China passará a ser vista como um sítio de colaboração económica e como uma partilha de culturas entre Angola e China.

O responsável anunciou ainda que anualmente vão ser realizadas feiras de vários sectores distintos naquele espaço.

Já Gong Tao, embaixador chinês em Angola, afirmou que apesar do impacto da covid-19 as relações destes dois países são firmes e vão continuar a desenvolver-se. Sobre a feira, afirmou que as expectativas são altas.

Galeria