Empresários de Angola e Zâmbia criam Câmara de Comércio e Indústria

Empresários de Angola e da Zâmbia constituíram este Sábado, em Luanda, uma Câmara de Comércio e Indústria para promover as trocas comerciais entre os dois países, segundo uma nota do ministério angolano das Relações Exteriores (MIREX).
:
  

“A câmara será um importante suporte para o incremento das trocas comerciais”, destacou o presidente do novo órgão de promoção empresarial, numa cerimónia em que estiveram presentes os embaixadores dos dois países.

A criação desta câmara ocorre, segundo o comunicado do MIREX, numa altura em que os dois estados que partilham fronteira “trabalham no incremento das relações comerciais, tidas como excessivamente informais e pouco significativas”.

Os empresários angolanos interessam-se pelas sementes agrícolas, farinha de milho, hortofrutícolas, carne bovina e ovos do lado da Zâmbia, enquanto Angola é vista pelos zambianos como parte da solução para os seus graves problemas energéticos. 

Na Quinta-feira, o ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino de Azevedo, disse, durante a apresentação do projecto da refinaria do Soyo (província do Zaire) que Angola está a negociar com a Zâmbia a construção de um ‘pipeline' (tubagem) para transporte de combustível, que vai ligar o município do Lobito, na província de Benguela, até àquele país vizinho.

Os dois países partilham uma fronteira de cerca de mil quilómetros e o país vizinho alberga a segunda maior comunidade de angolanos no exterior, estimada em cerca de 30 mil cidadãos.

Mais Lidas