Ver Angola

Telecomunicações

Movicel: subida de preços e corte dos minutos gera indignação entre clientes

As mudanças que a Movicel decidiu fazer nos seus tarifários têm gerado uma onda de indignação entre os clientes, que se mostram descontentes com a subida dos preços e com o corte nos minutos disponibilizados. Por exemplo, os clientes que tenham o plano Karga e queiram usar o saldo durante um mês vão passar a pagar 10 mil kwanzas, contra os 7400 kwanzas cobrados anteriormente.

:

A melhoria na rede foi a justificação apresentada pela Movicel, que considerou que estas alterações tornam os planos mais vantajosos tendo em conta o mercado angolano.

Em comunicado, citado pelo Novo Jornal, a operadora adianta que os angolanos passam a ter "redes sociais grátis ilimitadas, messenger sem gasto de dados". "No nosso mercado não se encontra esta facilidade", dizem.

No entanto, as mudanças não foram vistas com bons olhos por parte dos clientes. Muitos dizem ter sido apanhados de surpresa com esta decisão e apelam para que a empresa de telecomunicações volte atrás.

Francisco, Mantorras e Bebo são alguns dos clientes que demonstraram descontentamento. Em declarações ao Novo Jornal, os vendedores ambulantes afirmam que estas alterações vêm dificultar a comunicação com a família: "Isso é brincarem com o povo. Os planos da Movicel já nos ajudavam muito para falarmos com as nossas famílias na província e não só. Agora vamos falar como?".

Da mesma opinião é Domingos Alexandre, um militar da Força Aérea Nacional, que se queixa da qualidade da rede e não concorda com os novos valores. "A rede já não é muito boa, carece de melhorias. Não percebo como tempos que pagar a quadruplicar os planos mensais. Isso é um autêntico abuso", retorquiu, adiantando que "o melhor é trocar de operadora".

Já Divaldo Gomes, de 42 anos, revelou ao mesmo jornal que desde que veio de Lisboa para Angola, há sete anos, sempre usou a Movicel.

"Consultei a tabela que circulava na Internet, sobre o novo tarifário, porque não acreditava. Liguei para o apoio ao cliente e fiquei surpreso pela negativa quando me confirmaram. Confesso que os custos que estão fixos em nada têm a ver com as mensagens que a Movicel enviou aos clientes. A alteração que fez só considerou o lucro e não os clientes. Isso é uma vergonha", lamentou, completando que a operadora "estragou o que estava bem".

O plano Takuiá, por três dias de saldo, passa agora a custar 500 kwanzas e oferece 20 minutos de chamadas de voz para a Movicel e 5 minutos para outras redes. Anteriormente o plano oferecia 30 minutos de voz para a mesma rede e 10 para outras redes.

Já o plano Karga Bwé, o único que prevê saldo por 30 dias, subiu de 7400 kwanzas para 10.500, oferecendo apenas 350 minutos para a Movicel e 50 para outras redes, contra os anteriores 1600 minutos e 160 minutos, respectivamente.

Pode consultar os planos e tarifários da Movicel aqui.