Ver Angola

Saúde

África regista mais 133 mortos por covid-19 nas últimas 24 horas

O número de mortos em África devido à covid-19 subiu para 33.951 nas últimas 24 horas, após o registo de mais 133 vítimas mortais, com as infecções a atingirem os 1.407.680, segundo dados oficiais.

:

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), nas últimas 24 horas registaram-se nos 55 Estados-membros da organização mais 8494 casos de infecção. Os recuperados são agora 1.153.967, mais 5389.

A África Austral continua a registar o maior número de casos de infecção e de mortos: 719.155 e 17.144 respectivamente. A África do Sul, o país mais afetado do continente, contabiliza agora 661.211 casos e 15.953 mortos.

O norte de África, a segunda zona mais afetada pela pandemia, tem 299.661 pessoas infetadas e acaba de ultrapassar os 10 mil mortos (10.032) e na África Ocidental o número de infecções é de 172.148, com 2566 vítimas mortais.

A região da África Oriental tem 159.745 casos e 3138 mortos, enquanto na África Central estão contabilizados 56.971 casos e 1071 óbitos.

O Egipto, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 5770 mortos e 102.015 infectados e Marrocos contabiliza 1830 mortos e 101.743 casos. A Argélia surge logo a seguir, tendo agora 1672 mortos e 49.829 casos.

Nos seis países mais afectados estão também a Nigéria, com 57.242 infectados e 1098 mortos, e a Etiópia, com 68.820 infectados e 1096 mortos.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, Angola lidera em número de mortos e Moçambique em número de casos.

Angola regista 152 mortos e 3991 casos, seguindo-se a Guiné Equatorial (83 vítimas mortais e 5002 infectados), Cabo Verde (51 mortos e 5257 casos) e Moçambique (43 óbitos e 6771 infectados).

A Guiné-Bissau mantém os 39 mortos e 2303 casos desde Quinta-feira, enquanto São Tomé e Príncipe mantém igualmente o número de 15 mortes e 908 infectados.