Ver Angola

Banca e Seguros

Standard Bank vai ser intermediário financeiro para a privatização do Banco de Comércio e Indústria

O Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE) celebrou um contrato com o Standard Bank de Angola para a prestação de serviços de intermediação financeira no âmbito da privatização do Banco de Comércio e Indústria (BCI), conforme previsto no Programa de Privatizações (PROPRIV).

:

A instituição integrada no Grupo Standard Bank foi contratada no âmbito de um concurso limitado por convite que visava a aquisição de Serviços de Distribuição de Valores Mobiliários, cumprindo assim com as indicações do Decreto Presidencial n.º 250/19, que cria o Programa de Privatizações, refere um comunicado remetido ao VerAngola pela instituição financeira.

O Standard Bank será então responsável por apoiar o IGAPE na estruturação, avaliação, divulgação, identificação de investidores e venda das acções do referido banco.

A selecção do Standard Bank de Angola como intermediário financeiro teve em consideração o facto de ser a instituição líder em processos de Fusões e Aquisições em África, com vasta experiência em processos de venda, com relações sólidas com o universo relevante de investidores estratégicos e financeiros e a especialização significativa no sector das instituições financeiras, acrescenta o documento.

Luís Teles, presidente do Conselho Executivo do Standard Bank de Angola, afirma que se trata de uma grande responsabilidade o banco ter sido seleccionado para a privatização do BCI. "Temos certeza que faremos um trabalho ao nível da exigência que este tipo de operação merece e porque nos foi confiada essa grande responsabilidade", afirmou o responsável.

Recorde-se que em Maio deste ano, o Presidente da República autorizou a privatização do Banco de Comércio e Industria (BCI) pelo procedimento de leilão em bolsa direcionado a candidatos especialmente qualificados.

Relacionado