Ver Angola

Sociedade

Governo de Cabinda lamenta morte de cônsul honorário português naquela província

O governo da província de Cabinda disse, numa mensagem de condolências, que a morte do cônsul português, António Morgadinho, naquela região de Angola “deixa um vazio” na família, amigos e sociedade local.

:

Na nota, o governador de Cabinda, Marcos Nhunga, endereçou uma mensagem de condolências à embaixada de Portugal e à comunidade portuguesa residente na província, estimada em mais de 150 cidadãos portugueses.

António Morgadinho, natural de Santa Maria dos Olivais, Lisboa, que morreu no dia 2 deste mês, aos 70 anos, foi nomeado cônsul honorário de Portugal em Cabinda, em 2017, após uma colaboração informal com o consulado geral, que remonta a 1999.

O consulado geral destacou na sua nota que o cônsul honorário foi também empresário, antigo dirigente da equipa de futebol local Sporting de Cabinda e trabalhou em prol da comunidade portuguesa e no reforço dos laços de amizade e cooperação entre Angola e Portugal.