Ver Angola

Transportes

Aeroporto 4 de Fevereiro reabre portas no final do mês. Só serão permitidos voos de repatriamento

É já no dia 30 de Junho que o Aeroporto 4 de Fevereiro volta a abrir as suas portas. Contudo, o seu funcionamento será limitado: o aeroporto servirá apenas para receber voos humanitários e de repatriamento, tendo os passageiros de cumprir várias regras de biossegurança.

:

Sílvia Lutucuta, citada pela Angop, avisou que o país ainda continua "em cerca sanitária nacional devido à covid-19" e por isso as fronteiras só estão abertas "a voos para ajudas, trazendo técnicos especializados e materiais de biossegurança. Nada de voos para passeios, apenas para repatriamento de angolanos e de estrangeiros para Angola".

Para já os voos comerciais não se irão realizar, avançou a ministra da Saúde, explicando que esses voos estão dependentes da abertura e disponibilidade dos outros países com quem Angola tem um acordo no sector da aviação.

A responsável ministerial fez ainda saber que o aeroporto poderá abrir mais cedo do que a data prevista no decreto presidencial sobre o estado de calamidade. A titular da pasta da Saúde admitiu que o processo de abertura poderá avançar já na próxima semana, mas referiu que isso está dependente das condições e capacidade dos centros de quarentena.

Todos os angolanos repatriados deverão cumprir quarentena institucional obrigatória nos centros, durante pelo menos sete dias, frisou.

Relacionado