Ver Angola

Saúde

Portugal e Angola investigam existência de possível cadeia de transmissão de covid-19 entre os dois países

A directora-geral da Saúde portuguesa, Graça Freitas, confirmou esta Terça-feira que os Ministérios da Saúde de Portugal e Angola estão a colaborar para saber mais sobre os casos de covid-19 identificados em território português com origem em território angolano.

: Lusa
Lusa  

Graça Freitas, que falava na habitual conferência de imprensa diária de ponto de situação sobre a pandemia em Portugal, confirmou que estão registados casos de "seis cidadãos que no final de Março e no princípio de Abril, no período de incubação, estiveram em Angola e depois vieram a desenvolver a doença em Portugal", e adiantou que esta "não é uma situação nova", nem "um foco da doença".

"Temos estado em contacto com a senhora ministra da Saúde de Angola para fornecermos a Angola informação que permita retrospectivamente encontrar em Angola ligação a estes casos, mas como estas pessoas à partida estão em Portugal e não terão regressado a Angola, porque se encerraram fronteiras, estamos a pedir às nossas próprias autoridades de saúde no local de residência destas pessoas que façam um inquérito epidemiológico de pormenor que possa auxiliar no conhecimento retrospectivo de Angola", descreveu Graça Freitas.

A directora-geral salientou que esta "é só uma tentativa de se perceber se houve no passado alguma cadeia de transmissão" e prometeu "todo o apoio necessário" ao Ministério da Saúde de Angola para ter mais conhecimento sobre "uma situação que já não está activa", frisou.

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, disse no Domingo que está a trabalhar com as autoridades sanitárias portuguesas para saber mais sobre os casos de covid-19 identificados em Portugal com origem em Angola.

Segundo o relatório da situação epidemiológica divulgado diariamente pela Direcção-Geral da Saúde portuguesa, Portugal registava seis casos importados de Angola.

"Desde o primeiro momento em que tomamos contacto com esta notícia, iniciamos contactos por via diplomática e directa com as instituições de saúde de Portugal e estamos a fazer um trabalho conjunto para esclarecimento desta situação", disse Sílvia Lutucuta numa conferência de imprensa em Luanda.

"Ainda não temos dados, há um trabalho profundo de análise epidemiológica destes casos que tem de ser feito e será feito durante os próximos dias", acrescentou.

O país registou até ao momento 45 casos positivos de covid-19, dos quais dois resultaram em morte. Já Portugal contabiliza 1163 mortos associados à covid-19 em 27.913 casos confirmados de infecção.

Relacionado