Ver Angola

Política

Vírus desconhecido leva primeira-dama a procurar assistência médica internacional

Ana Dias Lourenço viajou para Paris por, alegadamente, estar contaminada com um vírus e necessitar de tratamento médico. Contudo, não se sabe que tipo vírus poderá ter contraído a primeira-dama de Angola.

: Reuters
Reuters  

Segundo uma notícia avançada pelo África Intelligence, citada pelo Dinheiro Vivo, Ana Dias Lourenço, "foi considerada doente o suficiente para justificar a preocupação dos Estados Unidos e da França". No entanto, o artigo não refere que tipo de vírus é que levantou esta preocupação dos médicos.

Segundo o mesmo artigo, a mulher de João Lourenço terá sido acompanhada por dois médicos americanos na viagem para a capital francesa e estará no Hospital Americano de Paris.

Ana Dias Lourenço apareceu publicamente em Angola no passado dia 9 de Maio para receber a equipa de médicos vindos de Marrocos. No entanto, desde então que nunca mais foi vista publicamente.

Os rumores em torno da saúde da primeira-dama já tinham sido abordados nas redes sociais: a 16 de Maio o activista Raul Diniz revelou no Twitter que membros da família presidencial tinham viajado para a Europa por motivos de saúde.

Segundo o Dinheiro Vivo, a primeira-dama queria visitar um médico nos EUA, mas o encerramento das fronteiras por causa do coronavírus tornou a viagem impossível de se realizar.