Ver Angola

Energia

Sonangol lança concurso internacional para fornecimento de combustíveis por um ano

A Sonangol, petrolífera estatal, anunciou que pré-qualificou 27 empresas entre 34 avaliadas, para participarem no concurso internacional, limitado por convite, para a importação de combustíveis.

:

Uma nota da Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol), a que a Lusa teve acesso, refere que o concurso foi lançado no dia 1 deste mês, para a importação de combustíveis, com vista a suprir a procura interna de gasolina e gasóleo, no período entre 1 de Julho deste ano e 30 de Julho de 2022.

"Para a realização deste concurso foram avaliadas 34 empresas, das quais 27 foram pré-qualificadas. Este concurso resultará na selecção da(s) empresa(s) para a celebração do(s) contrato(s) de fornecimento de gasolina e gasóleo, na modalidade DAP - 'Delivery at Place', em Luanda, em substituição das entidades fornecedoras actuais, cujos contratos terminam a 30 de Junho de 2021", informa a nota.

Angola é um país produtor de petróleo, contudo, o seu sector de refinação conta apenas com uma refinaria, com a capacidade de refinar 65 mil barris de petróleo por dia, que cobrem apenas cerca de 20 por cento do consumo de derivados de petróleo no país.

O remanescente é importado, significando um dispêndio avultado de divisas para o país e para ultrapassar a situação o executivo traçou a estratégia de construção de três novas refinarias, nomeadamente Cabinda, Soyo e Lobito, e de modernização e optimização da Refinaria de Luanda.