Ver Angola

Saúde

Controlo nas entradas e saídas de Luanda sem registo de novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Dos mais de 1000 cidadãos testados, nas últimas 24 horas, nos pontos de entrada e saída da capital, nenhum teve resultado positivo.

: Lusa
Lusa  

Segundo uma nota do Governo, publicada no seu Facebook, nas últimas 24 horas, foram testados um total de 1104 cidadãos, dos quais 851 do sexo masculino e 253 do sexo feminino. Deste grupo, 141 tiveram um teste reactivo "dos quais 108 IGG, 22 IGM e 11 IGG/IGM, dando uma taxa de exposição ao SARS-COV-2 de 12,8 por cento".

Segundo o balanço do Executivo, entre 16 de Janeiro a 3 de Março, foram testados 16.199 viajantes provenientes do exterior após desembarque, dos quais 4137 eram do sexo feminino e 11.862 do sexo masculino.

Dos mais de 16 mil passageiros, 47 tiveram resultado positivo, sendo 31 do sexo masculino e 16 do sexo feminino. "Este grupo é composto por 18 angolanos, quatro tanzanianos, três brasileiros, três somalis, dois nigerianos e dois guianenses, entre outras nacionalidades com um passageiro cada", avança o Governo.

"Quanto à proveniência, os países são Portugal, com nove casos positivos, Dubai cinco, Tanzânia quatro, Moçambique quatro, Brasil três, Alemanha três, São Tomé dois, Guiné Conacri dois, França dois, Mauritânia dois, entre outros países com um caso cada", completa a nota.

Dos mais de 40 passageiros que tiveram teste positivo à covid-19, 38 já cumprira a quarentena institucional.

Sobre a vacinação, o Executivo fez ainda saber que esta já arrancou no país. As primeiras vacinas foram ministradas na Terça-feira, 2 de Março, dia em que chegou o primeiro lote, com 624 mil vacinas.

Nesse mesmo dia, foram vacinadas 92 pessoas: "No mesmo dia em que as vacinas chegaram ao país, um grupo de 92 pessoas foi vacinado e não apresentou nenhum contra-indicativo nas últimas 24 horas".

As vacinas, disponibilizadas pela Covax, vai ser administradas em duas doses, com um intervalo de oito semanas.

Relacionado