Ver Angola

Política

Covid-19: Governo prepara declaração do estado de emergência

O ministro de Estado e coordenador da Comissão da Covid-19 em Angola, Pedro Sebastião, convocou para esta Quarta-feira uma reunião interministerial para abordar a declaração do estado de emergência e os procedimentos subsequentes.

Sam Seyffert:

Segundo a convocatória, foram chamados para a reunião os ministros de Estado e da Casa Civil do Presidente da República, da Administração do Território e Reforma do Estado, da Acção Social, da Defesa, Interior, Relações Exteriores, Finanças, Recursos Minerais e Petróleo, Saúde, Transportes, Comércio e Comunicação Social e entidades como os Serviços de Inteligência Externa, o Serviço de Inteligência e Segurança do Estado e Governo Provincial de Luanda.

Deverão ser abordados temas como a declaração do estado de emergência e procedimentos subsequentes, situação internacional da propagação da Covid-19, situação sanitária de Angola a nível da prevenção da Covid-19, reserva alimentar e plano de distribuição e abastecimento das populações a curto e médio prazo.

Serão dadas ainda informações sobre as verbas financeiras adicionais para os programas setoriais do combate à doença.

O país regista actualmente três casos de infecção pelo novo coronavirus.                                                

O Presidente da República, João Lourenço, convocou para esta manhã o Conselho da República para auscultar os conselheiros no âmbito do reforço das medidas de prevenção e combate à pandemia.

O Conselho da República é um órgão consultivo que integra o vice-presidente da República, o presidente da Assembleia Nacional, o presidente do Tribunal Constitucional, o procurador-geral da República, líderes de partidos políticos com assento parlamentar e entidades convidadas.

João Lourenço decidiu também ouvir a Assembleia Nacional, enviando uma delegação governamental chefiada pelo ministro de Estado e chefe da Casa de Segurança e coordenador da Comissão Inter-ministerial criada para combater a propagação da pandemia do coronavírus, Pedro Sebastião.

Relacionado