Ver Angola

Indústria

Participações do Estado na Cuca, Eka e Ngola vendidas em concurso público

Foi aberto, com autorização presidencial, um concurso público com vista à privatização das participações do Estado nas cervejeiras Cuca, Eka e Ngola.

:

O despacho 35/20, datado de 3 de Março, ordena a criação de uma comissão de negociação que acompanhará a venda das participações do estado nas cervejeiras: 1 por cento na Cuca, 4 por cento na Eka e 1 por cento na Ngola, avança o Novo Jornal. 

Por despacho presidencial, assinado pelo Presidente João Lourenço, é ainda autorizada a abertura de um concurso público para a privatização de várias unidades industriais situadas na Zona Económica Especial. São elas a Ndupackage (embalagens metálicas), Betonar (pré-fabricados e pré-esforçados de betão), Galvanang (galvanização a quente), Inducarpin (carpintaria), Induplás (sacos plásticos), Indutive (tintas e vernizes), Mangotal (torres metálicas), Pipeline (tubos de PVC), Telhafal (telhas metálicas), Transplas (acessórios de PVC), Vedatela (vedações de arame), Absor (absorventes) e Saciango (sacos de cimento). 

Foi ainda determinada a abertura de outro concurso público para privatização do Matadouro Modular de Malanje, Entreposto Frigorífico do Namibe, Complexo de Silos da Caconda, Fazenda Longa (Cuando Cubango), Fazenda Pungo Andongo (Malanje), Fazenda da Quizenga (Malanje) e Fazenda do Cubal (Benguela).

Vera Daves, ministra das Finanças, terá a competência para aprovação das peças do procedimento concursal. Pela governante passará ainda a nomeação das Comissões de Negociação, verificação da validade e legalidade de todos os actos praticados no concurso e adjudicação de propostas para celebração dos contratos.

Relacionado