Ver Angola

Ambiente

Sonangol reafirma intenção em produzir dois milhões de barris de petróleo por dia em 2016

A Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola, enquanto concessionária petrolífera angolana, pretende atingir uma produção diária de dois milhões de barris de petróleo em 2016, segundo uma nota divulgada pela empresa.

:

O nosso país é o segundo maior produtor de petróleo da África subsaariana e o Governo prevê atingir este ano os 1,83 milhões de barris produzidos diariamente. Contudo, a retoma ainda este ano da laboração da fábrica Angola LNG, de gás liquefeito, no Soyo, deverá incrementar o volume de produção diária de hidrocarbonetos no país. A produção de petróleo em Angola está concessionada à Sonangol, que por sua vez cede a operação em vários blocos a petrolíferas internacionais, através de grupos empreiteiros.

A informação da Sonangol, alusiva aos 39 anos da empresa, comemorados esta semana, refere ainda o objectivo de atingir, também em 2016, um rácio de reservas/produção em Angola "de pelo menos 20 anos". Até 2020, a Sonangol pretende atingir uma quota de mercado própria correspondente a 20 por cento da produção nacional de petróleo bruto.

De acordo com os números apresentados pela empresa, a produção de petróleo em Angola diminuiu 2,6 por cento em 2014, face ao ano anterior, para 1,671 milhões de barris por dia, e os lucros líquidos da concessionária pública caíram 77 por cento, para 710 milhões de dólares.

As reservas de petróleo em Angola estão avaliadas entre 3,5 mil milhões de barris (categoria de provada) e 10,8 mil milhões de barris (categoria de provável). A Sonangol prevê concluir este ano os estudos de pré-viabilidade para o desenvolvimento de descobertas de gás natural no "polo Cabinda", e nos sistemas de gás das bacias dos rios Congo e Cuanza.