Ver Angola

Saúde

Fundo Global disponibiliza mais de 82 milhões a Angola para combater malária, VIH e tuberculose

Angola vai receber mais de 82 milhões de dólares para combater a malária, tuberculose e VIH/Sida. Segundo a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, o Fundo Global para Angola disponibilizou, esta Segunda-feira, um total de 82 milhões e 600 mil dólares para ajudar o país no combate a estas doenças.

:

A titular da pasta da Saúde admitiu que o valor atribuído ultrapassou as expectativas, assinalando o aumento como um sinal de confiança. Segundo a governante, inicialmente iam ser disponibilizados 52 milhões de dólares, mas o valor subiu para os cerca de 82 milhões.

"É sinal de confiança que tem para com os angolanos na implementação dos projectos destinados à redução das doenças acima citadas", afirmou Sílvia Lutucuta, citada pela Angop.

Os últimos financiamentos do Fundo Global foram atribuídos a nível nacional, contudo, a ministra explicou que desta vez a verba será aplicada apenas em algumas províncias. Sílvia Lutucuta fez saber que o dinheiro vai ser usado para combater a malária, VIH/Sida e tuberculose nas províncias de Benguela e do Cuanza Sul.

O dinheiro vai ajudar a melhorar o tratamento e diagnóstico, permitindo assim prevenir e controlar este tipo de doenças, afirmou.

A governante revelou que o plano operacional está ainda a ser negociado, mas deverá ser concluído até Maio e, a partir de Julho será implementado em Benguela e no Cuanza Sul até 2024.

Indicou ainda que o Fundo Global é um parceiro estratégico que contribui com mais de seis milhões de dólares que são usados em laboratórios, testagem, entre outros.

"Vão ainda contribuir com teste rápido antigênico. Há previsão de, nos próximos tempos, adquirir material de biossegurança", completou.