Ver Angola

Indústria

Fábrica de telemóveis montou 15 mil aparelhos em menos de um ano

A fábrica de telemóveis, tablets e computadores foi inaugurada em Outubro de 2020 e, em menos de um ano, já conseguiu atingir cerca de 15 por cento da sua capacidade instalada, correspondente a 100 mil aparelhos por ano. Feitas as contas, até ao momento, a fábrica, localizada na Zona Económica Especial (ZEE) Luanda-Bengo, montou cerca de 15 mil telemóveis.

:

O director executivo da empresa, Shir Berry, admitiu que os números já superaram as expectativas traçadas. Fez ainda saber que a fábrica pretende dar continuidade ao trabalho até aqui desenvolvido, no sentido de dar resposta às necessidades do mercado.

Shir Berry disse, citado pela Angop, que a empresa quer aplicar preços para "todos os bolsos". Por isso, os telemóveis vão custar entre 13 mil kwanzas e 135 mil kwanzas.

Revelou ainda que desde que a unidade fabril foi inaugurada, foram gerados 50 empregos, dos quais 80 por cento são dirigidos a angolanos.

"O empenho na garantia de postos de trabalho e em novas tecnologias consiste em dinamizar o mercado das telecomunicações, tendo em conta a nova dinâmica que o mesmo impõem, com vista a contribuir para o crescimento económico, no geral", indicou Shir Berry.

A fábrica também servirá para facilitar o acesso dos angolanos a produtos inteligentes, bem como fomentar o desenvolvimento tecnológico.

O responsável anunciou que a empresa quer expandir o projecto através de criação de centros de distribuição fora da capital, com destaque para as províncias de Cabinda, Benguela, Uíge e Huambo.

A fábrica ocupa uma área de 1140 metros quadrados e é composta por três departamentos: escritórios, fabricação e armazenamento.

A unidade contou com um investimento da Afrione de cerca de 15 milhões de dólares e uma linha de crédito de 2 mil milhões de dólares dos Emirados Árabes Unidos.

Relacionado