Ver Angola

Sociedade

Murais do Kilamba Kiaxi ganham nova vida e nova cor em homenagem ao café

Mais de 4200 metros quadrados de paisagem urbana do Kilamba Kiaxi ganharam uma nova vida e uma nova cor: as marcas Ginga, Delta Cafés e Delta Q, a convite da Administração Municipal do Kilamba Kiaxi, decidiram pintar seis murais do município com as cores do café.

:

Os murais, com mais de 4200 metros quadrados, foram pintados no âmbito do projecto Bloco, Pincel e Tinta, tendo sido executados pelo colectivo Sol Artes.

Segundo um comunicado remetido ao VerAngola, dos seis murais, três prédios (localizados na Rua Avô Kumbi, nas imediações da maternidade Avô Kumbi) "ostentam a marca de café Ginga".

Segundo a nota, dois dos edifícios têm uma versão mais tradicional, alinhada "com o visual das embalagens de café que bem conhecemos". Já o terceiro tem um ar mais "arrojado, estando a marca e o rosto da nossa rainha, sobrepostos num fundo mais moderno, mostrando a intemporalidade deste ícone da história do nosso país".

O cantor Anselmo Ralph, embaixador do Café de Angola, também deixou a sua marca no Kilamba Kiaxi através do "Café, a nova batida de Angola", uma campanha que integra as marcas Ginga, Delta Cafés e Delta Q, e que visa "chamar à atenção desta comunidade e de quem por ali passa, para importância do contributo do café para o crescimento da economia angolana, e para os benefícios do consumo do café para a saúde".

O projecto também chegou ao viaduto da estrada principal do Golf, que acabou por beneficiar de "um imponente mural no sentido Golf-Nova Vida e outro no sentido inverso, assinados pela marca de café Ginga, com uma dimensão 308 metros".

O director geral da Angonabeiro, Miguel Carvalho, citado no comunicado, explicou que a "arte urbana é uma tendência em que as marcas têm apostado lá fora e que, aos poucos, se começa a ver em Angola. Esta é mais uma forma de estarmos perto das pessoas, contribuindo para que os seus espaços as deixem cada vez mais felizes e orgulhosas por lhes pertencerem".

O responsável admitiu que já existem outras marcas a fazerem a mesma coisa e indicou que ficam "muito felizes" por fazerem parte do "grupo de marcas pioneiras nesta tendência, tendo inspirado outras a investirem também em arte urbana".

"Trabalhamos para as comunidades na humanização dos seus espaços, procurando sempre passar uma mensagem da importância do café para a saúde e para a dinamização da economia, que é fulcral para o desenvolvimento do país e para a melhoria das condições de vida de todos os angolanos. São mais de quatro mil metros quadrados que trazem vida e cor a quem vive ou atravessa estas vias, no Kilamba Kiaxi, e estamos certos de que terão um impacto muito positivo", finalizou Miguel Carvalho.

Galeria