Ver Angola

Sociedade

“e-Voluir”: o concurso que pede ideias criativas de projectos dos PALOP

O PNUD - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento lançou, no âmbito do programa e-Voluir, um concurso de ideias criativas para desenvolvimento de projectos nos Países Africanos de Língua Portuguesa (PALOP), com inscrições até 7 de Fevereiro.

:

“O objectivo é seleccionar mentes criativas, em cada um dos cinco países dos PALOP, que, com o apoio de empreendedores e mentores experientes, irão criar ‘startups’ com soluções para o presente e o futuro, em duas áreas: ‘e-Governança e Transformação Digital’, e ‘Trabalho e Economia’”, afirmou em comunicado o PNUD em Angola.

Por isso, os participantes “terão de ser inovadores, perspicazes e usar as novas tecnologias para responder aos maiores problemas” nas duas áreas, “principalmente no atual contexto da pandemia de covid-19”, sublinhou a nota.

Na área de “e-Governança e Transformação Digital”, os participantes devem apresentar soluções “práticas, inovadoras e adaptadas ao contexto local” de forma a que contribuam para melhorar a provisão de serviços públicos básicos, a eficiência e a eficácia do setor público, e para aproximar os cidadãos, o setor privado, a sociedade civil e o Governo, detalhou o documento.

Já na área de “Trabalho e Economia”, os candidatos terão de apresentar soluções para os trabalhadores formais e informais, "com foco na recuperação socioeconómica do país onde vivem, mas também no empoderamento da juventude e das mulheres".

Segundo a organização sob tutela do PNUD, as propostas apresentadas pelos participantes terão de provocar não só um impacto positivo nos países onde actuam, mas também “de se enquadrar no mercado, para que as ‘startups’ sejam economicamente viáveis para a sua materialização”.

Para apoiar esta missão, o programa de inovação e-Voluir conta com mentores com currículos e experiência, predispostos a acompanhar o processo de criação e desenvolvimento das ideias dos participantes, guiando-os para “os melhores caminhos”, adiantou a nota.

Além da mentoria, os participantes do e-Voluir poderão participar em ‘workshops’ sobre ‘design thinking’ e metodologias de inovação e manter o contacto direto com outras ‘startups’, empresas e investidores locais e estrangeiros.

“Os desafios de hoje não são os mesmos do passado e, por isso, as soluções de hoje também devem ser diferentes”, referiu a nota.

Com base nesta premissa, os escritórios do PNUD nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa juntaram-se à Fábrica de Startups, maior ‘hub’ de inovação do Rio de Janeiro, Brasil, para criar o programa de inovação e-Voluir.

Em Angola, o programa ‘online’ está a ser coordenado pelo Laboratório de Aceleração do PNUD, com apoio do ‘hub’ angolano de inovação ‘Disruption Lab’.

A participação no e-Voluir é totalmente gratuita e o programa será desenvolvido num ambiente totalmente ‘online’.

“As inscrições encerram no dia 7 de Fevereiro 2021 e os primeiros contactos entre os participantes e os mentores irão ocorrer na semana da ideação, a partir do dia 22 de Fevereiro 2021”, apontou a organização.

Os interessados podem inscrever-se através da página na Internet do PNUD Angola.