Ver Angola

Sociedade Luanda Leaks

Caso ‘Luanda Leaks’ arrisca fuga de dólares e queda do kwanza, considera IHS Markit

O director do departamento africano da consultora IHS Markit disse esta Quinta-feira à Lusa que a investigação ‘Luanda Leaks’ pode desencadear "um aumento da procura por euros e dólares para serem transferidos para fora de Angola".

:

"As revelações podem levar a um aumento da procura de euros e dólares para serem transferidos para fora de Angola, já que os empresários estão preocupados com as consequências dos impactos da fiscalização das entidades ligadas a Isabel dos Santos", disse Bryan Plamondon.

Questionado pela Lusa sobre as implicações deste caso para a economia do país no seu todo, o analista respondeu que o receio de os bens ligados a Isabel dos Santos "serem confiscados ou desaparecerem" pode precipitar a troca de kwanzas por moedas que possam ser usadas fora do país.

"Isto vai colocar pressão na taxa do mercado paralelo e, em última análise, sobre a taxa oficial de câmbio", acrescentou o analista da IHS Markit, que tem como previsão de aumento dos preços um valor de 24 por cento e uma taxa de juro nos 16,25 por cento este ano.

Sobre se o crescimento económico pode ser afectado, Bryan Plamondon respondeu que não, dado que a projecção de crescimento para este ano aponta para 1 por cento.

"Não estamos a planear fazer mudanças significativas às nossas previsões económicas para Angola, já que a nossa perspectiva já é bastante conservadora e abaixo do consenso dos analistas", explicou.

As declarações de Bryan Plamondon à Lusa surgem na sequência do escândalo de corrupção que está a afectar a vida política do país, com a filha do ex-Presidente e empresária Isabel dos Santos a ser constituída arguida e com a Procuradoria-Geral da República (PGR) a admitir a emissão de um mandado de captura internacional.

Relacionado