Ver Angola

Defesa

Autoridades lançam call-center gratuito para “denúncias regulares” sobre acção do Governo

A Inspecção Geral da Administração do Estado (IGAE) apresentou esta Terça-feira o seu 'call-center' gratuito 119, com 16 linhas multi-dimensionais, um instrumento de denúncia para o cidadão "avaliar e fiscalizar a acção do executivo e seus agentes".

:

Segundo o inspector-geral adjunto da IGAE, Eduardo Semente, o 'call-center' é uma "valência para o controlo social" e através do qual o cidadão "em todos os domínios da vida pode apresentar sob a forma anónima ou pública a sua denúncia".

"É um serviço que vai tornar a acção do executivo cada vez mais escrutinada, é um escrutínio social da acção do executivo", argumentou.

A IGAE espera que o 'call-center', que vai funcionar na sala dos técnicos da Direcção de Denúncias, Queixas e Reclamações da instituição, "sem quaisquer custos" para os utilizadores se transforme num mecanismo regular de "denúncia da má actuação dos agentes públicos".

Eduardo Semente assinalou a gratuitidade da linha telefónica, referindo que a mesma surge igualmente para "facilitar aos cidadãos com incapacidade financeira" acederem à plataforma de comunicação.

"E esta é a grande diferença, porque a ligação é totalmente grátis e vai fazer o reencaminhamento das chamadas para o 111 - Centro Integrado de Segurança Pública [CISP] - e é uma alteração substancial", notou.

Por seu lado, o ministro do Interior, Eugénio Laborinho, que inaugurou o 'call-center' da IGAE, considerou que o instrumento não apenas atenderá a um maior número de denúncias, mas haverá maior qualidade no tratamento das mesmas.

De acordo com o governante, o recém-inaugurado CISP vai trabalhar em conexão com a linha da IGAE acedendo directamente e dando tratamento às denúncias que suscitarem a intervenção imediata dos órgãos policiais.

A inauguração do 'call-center' enquadra-se no ciclo de actividades alusivas ao 28.º aniversário da Inspecção Geral da Administração do Estado de Angola, assinalado em 17 de Janeiro.

A protecção do conhecimento sensível, a valorização dos resíduos no domínio ambiental, a caça furtiva e a qualidade ambiental-estratégia de saneamento são alguns dos temas em abordagem numa palestra, em Luanda, alusiva ao aniversário da IGAE.