Ver Angola

Economia

Agostinho Tavares nos EUA para mostrar desenvolvimento de Angola e reforçar cooperação

O embaixador de Angola nos EUA, Agostinho Tavares, foi recebido por Karen Bass, reconhecida Congressista democrata dos Estados Unidos da América, dando assim início aos seus contactos com o Congresso dos EUA, no sentido do reforço da cooperação já existente entre o órgão de poder Legislativo do Governo Federal Americano e a Assembleia Nacional de Angola, de maneira a melhorar os mecanismos de troca de experiências e de obtenção de informação credível sobre a nova Angola.

:

Durante o encontro, o diplomata angolano prestou informações sobre o processo de desenvolvimento que decorre no nosso país, com especial destaque para a implementação das acções do Executivo no âmbito do Plano Nacional de Desenvolvimento 2013-2017, em prol da melhoria das condições de vida para todos os cidadãos nacionais, nos mais variados sectores, com destaque para as áreas da energia, construção, agricultura, comércio, transportes, direitos humanos e educação.

Na oportunidade, Karen Bass reiterou o seu desejo de visitar Angola ainda este ano, afim de poder constatar as conquistas alcançadas nestes 12 anos de paz, manter encontros com membros do Executivo, da Assembleia Nacional e visitar algumas províncias do país. "Angola tem feito progressos notáveis e é muito importante a nossa deslocação ao terreno para melhor estarmos informados", disse a congressista americana, em comunicado disponibilizado pela Embaixada de Angola em Washington.

A congressista cumpre actualmente o seu terceiro mandato no Congresso americano como representante do 37.º distrito Congregacional no Estado da Califórnia, sendo que durante as décadas de 60 e 70 fez parte dos movimentos activistas cívicos americanos, que lutaram para o alcance de direitos iguais a favor dos negros americanos, bem como contra o jugo colonial em África, particularmente para pôr fim ao regime do apartheid na África do Sul e Namíbia e pela independência das ex-colónias portuguesas como é o caso da República de Angola.

O embaixador de Angola nos EUA, Agostinho Tavares, fez-se acompanhar no encontro de Martinho Codo, Cônsul Geral de Angola na Califórnia, Los Angeles.