Ver Angola

Indústria

Empresa do Sumbe investe 11 milhões de kwanzas para produzir e exportar carne

Foram 11 milhões os kwanzas investidos pela empresa Capri Gila, do Sumbe, para a aquisição de 100 mil animais reprodutores, entre caprinos e ovinos. O objectivo passa pela produção de carne para satisfazer o mercado interno e também para avançar com a exportação.

:

Os dados foram avançados à Angop pelo proprietário da sociedade, Jorge Pinho. De acordo com o responsável, com este investimento, a empresa espera tornar-se no maior criador de caprinos e ovinos do Cuanza Sul.

Referiu ainda que o investimento deverá criar cerca de uma centena de postos de trabalho, directos e indirectos, prevendo abastecer os mercados interno e externo com 150 mil animais de abate por ano, a partir de 2022.

A Capri Gila está, ao mesmo tempo, a investir em animais reprodutores através da criação para o abate. Esta é feita em confinamento e a reprodução em semi-confinamento (engorda com base numa ração balanceada).

"A empresa pretende ser líder no fornecimento de carne no Cuanza Sul, com uma capaciade de 400 mil cabeças, 150 mil das quais para o abate, o suficiente para abastecer o mercado nacional e exportar", avançou o proprietário.

Para sustentar este projecto, a partir de Janeiro do próximo ano terá início a montagem de novos equipamentos e instalações, avaliados em cerca de 3,9 mil milhões de kwanzas.

"Com este investimento pensamos atingir o nosso cruzeiro de produção da carne com as raças Boer, Anglo Nubianas e nacionais seleccionadas pelo porte e pela qualidade da carne", disse ainda à Angop.

Outro dos projectos da empresa é o apuramento de um sub-raça de caprinos, baseada em cruzamentos de raças de alta qualidade com animais indígenas. Para isso, foram investidos mais de 344 mil kwanzas em Novembro, destinados à compra de material de suporte.

A empresa tem vindo a desmatar cerca de 10 hectares de terra por mês, dos três mil disponíves para instalar abatedouros com oficina de carnes, equipamentos de maneio de animais, fins agrícolas, electrificação, sistemas de rega, construção de escritórios e dormitórios.