Hospital Central do Lubango novamente reabilitado dez anos depois

O Hospital Central do Lubango, sul de Angola, vai receber obras de beneficiação de 27,5 milhões de dólares, dez anos após ter sido alvo de uma reabilitação que custou ao Estado 48 milhões de dólares.
:
  

Na origem desta decisão está um despacho assinado pelo Presidente João Lourenço, de 14 de Dezembro e ao qual a Lusa teve acesso, que justifica a intervenção naquele hospital com o seu “avançado estado de degradação” e a “urgente necessidade de execução” do projecto, “para a melhoria da dignidade dos utentes e do pessoal clínico”.

O despacho autoriza a ministra da Saúde a avançar com a contratação do projecto e da obra daquela unidade - um dos maiores hospitais do sul de Angola - sem concurso público, “tendo em conta a impossibilidade de cumprimento das formalidades previstas para os restantes procedimentos de contratação pública”.

Para o efeito, o chefe de Estado, que em Julho visitou aquela unidade, na capital da província da Huíla, autorizou uma despesa de 27,5 milhões de dólares para o projecto e para as obras de reabilitação.

Entre 2006 e 2008, aquele hospital, cuja construção decorreu no período colonial português, recebeu obras de beneficiação no valor de 48,6 milhões de dólares, executadas pela empresa chinesa Sinohydro e que permitiram, nomeadamente, ampliar a capacidade, que passou de 340 para 500 camas.

Segundo a ministra da Saúde, Sílvia Lutukuta, apesar desta reabilitação, há necessidade de realizar nova intervenção, tendo em conta que não foi feita a manutenção necessária durantes os últimos dez anos.

Além disso, acrescentou a ministra da Saúde em Julho, durante a visita do Presidente da República ao hospital, ficaram por concretizar a construção dos centros de oncologia, de hemodiálise, a maternidade e a pediatria, obras incluídas no programa inicial das obras concluídas em 2008.

Mais Lidas

Cláudia Rodrigues Coutinho:
De Luanda para o Mundo