Ver Angola

Ambiente

Angola e União Europeia reforçam cooperação em segurança marítima e economia azul

A União Europeia vai financiar o reforço da segurança marítima e economia azul em Angola, com cerca de 200.000 euros, e acções que envolvem o Ministério da Defesa e a Universidade dos Açores, entre outros parceiros, anunciou.

:

Em comunicado de imprensa, a União Europeia refere tratar-se de um projecto incluído no programa Facilidade de Diálogo União Europeia-Angola, financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento, no âmbito do Caminho Conjunto Angola - União Europeia.

A assinatura dos acordos, que congregam parceiros angolanos e europeus em iniciativas de diálogo nas áreas de segurança marítima e economia azul, está marcada para Quarta-feira em Luanda.

"As acções aprovadas visam estreitar a cooperação o reforço do diálogo político entre instituições angolanas e europeias nas áreas da segurança marítima e economia azul. O financiamento atribuído ascende a cerca de 200.000 euros e vai apoiar a capacitação da marinha angolana, a melhoria da gestão dos recursos pelágicos de Angola e a gestão da pesca e sectores marítimos afins em Angola", refere-se no comunicado.

As partes acordaram realizar acções no âmbito do Projecto de Capacitação Técnica no Domínio da Segurança Marítima, implementado pelo Ministério da Defesa Nacional e Veteranos da Pátria de Angola e pelo Ministério da Defesa Nacional de Portugal.

A Revisão da Avaliação das Espécies de Pequenos Pelágicos, implementada pelo Instituto Nacional de Investigação Pesqueira e Marinha de Angola e pela Universidade dos Açores - Departamento de Oceanografia e Pesca, de Portugal faz também parte do pacote de acções aprovadas.

O Diálogo sobre Economia Azul para melhorar a gestão da pesca e de outros sectores marítimos a nível nacional, implementado pela Direcção Nacional dos Assuntos do Mar do Ministério da Agricultura e Pescas de Angola e pelo Team Finland, na Finlândia, está igualmente previsto no quadro das acções aprovadas.

"Este evento encerra o ciclo do 1.º convite à apresentação de propostas lançado pela Facilidade de Diálogo União Europeia-Angola em 2021", indica-se na nota, acrescentando que o 2.º convite "será publicado durante o primeiro trimestre de 2022".

A Facilidade de Diálogo UE-Angola visa apoiar acções promovidas por instituições angolanas e europeias para aprofundar a troca regular de conhecimento e boas práticas nas áreas definidas pelo Acordo Caminho Conjunto Angola-União Europeia e que tenham relevância para o Programa Indicativo Nacional de Angola 2014-2020 e o Plano de Desenvolvimento Nacional 2018-2022.