Ver Angola

Saúde

Covid-19: África com mais 327 mortes e um total de 1.891.744 infectados

África registou nas últimas 24 horas mais 327 mortes relacionadas com a covid-19, aumentando para 45.609 o total de vítimas mortais do novo coronavírus, que já infectou 1.891.744 pessoas na região, segundo dados oficiais.

:

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), nos 55 Estados-membros da organização registaram-se nas últimas 24 horas mais 10.388 casos de infecção com o novo coronavírus.

O número de recuperados é agora de 1.597.140, mais 8337 do que na véspera.

O maior número de casos de infecção e de mortes regista-se na África Austral, com 825.568 infecções e 21.362 mortes por covid-19. Nesta região, a África do Sul, o país mais afectado do continente, contabiliza um total de 738.525 casos de infecção e 19.845 mortes.

O norte de África, a segunda zona mais afectada pela pandemia, regista um total de 580.533 pessoas infectadas e 15.828 mortos e na África Oriental há 229.508 infectados e 4461 vítimas mortais.

Na região da África Ocidental, o número de infecções é de 194.599, com 2796 vítimas mortais, e a África Central regista 61.536 casos e 1162 óbitos.

O Egipto, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 6380 mortos e 109.422 infectados, seguindo-se Marrocos, que contabiliza 4356 vítimas mortais e 259.951 casos de infecção.

A Argélia surge logo a seguir, com 62.704 infecções e 2061 mortos.

Entre os seis países mais afectados estão também a Etiópia, que regista 99.982 casos de infecção e 1530 vítimas mortais, e a Nigéria, com 64.184 infectados e 1158 mortos.

Em relação aos países africanos que têm o português como língua oficial, Angola lidera em número de mortos e Moçambique tem o maior número de casos.

Angola regista 308 óbitos e 12.680 casos, seguindo-se Cabo Verde (100 mortos e 9419 casos), Moçambique (99 mortos e 13.823 casos), Guiné Equatorial (85 mortos e 5102 casos), Guiné-Bissau (43 mortos e 2419 casos) e São Tomé e Príncipe (16 mortos e 962 casos).