Ver Angola

Sociedade

“Luanda está mais limpa” anuncia GPL, um dia após rescindir com duas operadoras de limpeza

Esta Segunda-feira, Esteves Hilário, Director do Gabinete Jurídico do Governo da Provincia de Luanda (GPL), anunciou que a entidade havia rescindido com duas operadoras de limpeza de resíduos sólidos em Luanda. Um dia depois, surge uma publicação que anuncia a recolha de mais de seis mil toneladas de resíduos, numa campanha de limpeza massiva.

:

O GPL terá rescindido os contratos com a Jumps- Business Internacional Lda. e a Multi-limpeza Lda., por não apresentarem a capacidade técnica exigida para a prestação dos serviços para os quais estavam contratadas.

"Para colmatar a retirada das referidas empresas, caberá à ELISAL, na qualidade de empresa subsidiária do GPL, assumir temporariamente a operação da recolha de resíduos sólidos nos Municípios de Belas e de Cacuaco, garantindo assim a manutenção dos serviços", afirmou o governo provincial em comunicado.

Na sequência destes anúncios, o GPL não deixa de acreditar numa Luanda mais limpa, anunciando que 6820 toneladas de resíduos foram recolhidas no âmbito de uma campanha de limpeza massiva, que decorreu no passado dia 2 de Outubro.

Esta recolha, referem, é resultante do trabalho realizado em sete, dos nove municípios da capital, para o qual estiveram engajados efectivos das Forças Armadas Angolanas, da Polícia Nacional, munícipes, funcionários da Agência Nacional de Resíduos Sólidos, bem como as operadoras de limpeza.

Em comunicado a que o VerAngola teve acesso, o GPL refere que "as campanhas são pontuais e visam, para além de deixar Luanda mais limpa, criar um movimento de sensibilização à participação de todos os citadinos e munícipes de Luanda no cuidar do que é comum".

O governo provincial estará já a criar condições para a próxima campanha de limpeza, prevista para a primeira semana de Novembro.

Relacionado