Ver Angola

Cultura

Anunciados os vencedores do Prémio Nacional de Cultura e Artes

Os vencedores do Prémio Nacional de Cultura e Artes (PNCA), edição 2020, foram anunciados esta Sexta-feira, em Luanda. A cineasta Sarah Maldoror, o Centro de Estudos da Universidade Católica de Angola e o ex-director da Escola Nacional de Teatro Matan’yadi Norberto, foram alguns dos vencedores desta edição.

:

Na lista de vencedores também fazem parte o grupo de dança tradicional Kalofulofo Wino wa Matemba, o artista plástico Paulo Kapela, o escritor João Maimona e a mentora do agrupamento Gingas do Maculusso, Rosa Roque.

A cineasta Sarah Maldoror venceu o PNCA na categoria de cinema e áudio visual a título póstumo, pelo facto de o seu trabalho estar ligado à causa dos povos negros oprimidos no mundo, à história dos países africanos de expressão portuguesa na sua luta de libertação nacional contra as colónias portuguesas e à história do cinema nacional.

Relativamente ao Centro de Estudos da Universidade Católica de Angola (UCAN), que venceu o galardão na categoria de investigação em ciências humanas e sociais, o júri considerou, em comunicado citado pela Angop, que este centro é bastante importante para o país conseguir aumentar a sua capacidade de investigação.

O júri, presidido por José Octávio Serra Van Dúnem, destacou ainda o facto de o centro da UCAN ajudar a melhorar a posição daquela universidade em vários rankings africanos e de despertar o interesse de investigadores estrangeiros em debruçarem-se sobre temas nacionais.

Sobre Matan'yadi Norberto, que venceu na categoria de teatro a título póstumo, os jurados entenderam que este teve um papel fundamental na criação da Escola Nacional de Teatro e que ajudou a desenvolver o ensino artístico profissional, tendo participado e criado vários projectos culturais.

O grupo tradicional Kalofulofo Wino wa Matemba venceu pela sua contribuição em divulgar a dança e a música da região cultural do Leste de Angola.

O júri atribuiu ainda um dos prémios ao artista Paulo Kapela, na categoria de artes visuais e plásticas, por notar que a sua técnica artística é diferenciada e por considerar que este é como um mestre para a geração artística mais jovem.

Rosa Roque venceu o galardão na categoria de música. O júri considerou que a angolana é uma compositora que recria a história e os costumes do país através da sua música.

Já o escritor João Maimona venceu a sua categoria por ser considerado um dos poetas e dramaturgos mais influentes da 'geração 80' do século XX.

O PNCA, promovido pelo Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, é considerado o mais importante galardão do Estado no sector cultural. Pretende reconhecer e incentivar à criação artística, cultural e investigação científica.